Exposição “De Regência a Mariana” relembra o maior desastre ambiental do Brasil

O dia 5 de novembro de 2015 ficará para sempre na lembrança dos brasileiros como a data do maior desastre ambiental já registrado no país. Exatamente três anos após o rompimento da barragem de Fundão, no distrito de Bento Rodrigues, em Minas Gerais, será aberta em Vitória a exposição coletiva “De Regência a Mariana”, que relembra a tragédia que assolou o vale do rio Doce.

Organizada pelo fotógrafo e documentarista Bruno Miranda, a mostra, que estará em cartaz na Mosaico Fotogaleria, reúne trabalhos de fotógrafos que registraram os arredores de diferentes pontos atingidos pelo crime ambiental. Apesar do epicentro da tragédia estar localizado e Bento Rodrigues, o rastro de lama afetou muitas outras cidades tanto no estado mineiro como no capixaba, totalizando 39 municípios afetados.

Participam da coletiva os fotógrafos Aline Lata, Avener Prado, Gabriel Lordello, Gustavo Miranda, Helena Wolfenson, Herone Fernandez, Leonardo Merçon, Mauricio Simonetti, Tadeu Bianconi e o organizador Bruno Miranda.

Os escritores Ana Laura Nahas, Antonio Prata, Leonêncio Nossa, João Barreto, Gregório Duvivier, Juca Kfouri, Caroline Rodrigues e Marcilio Godoi também fizeram textos sobre algumas das imagens expostas.

Lobo Pasolini, curador da Mosaico Fotogaleria, ressalta que a mostra “De Regência a Mariana”é a primeira exposição com foco documental que o espaço recebe: “Trazer trabalhos fotográficos que narrem histórias importantes para nossa sociedade é um dos nossos objetivos,  principalmente quando se trata de uma tragédia de tamanha proporção e que atingiu de forma tão desastrosa esse importante manancial de nosso Estado”.

O fotógrafo Bruno Miranda ressalta a importância do trabalho de cada fotógrafo para que a sociedade possa ter uma cobertura que revele diferentes visões sobre o desastre: “Essa exposição apresenta trabalhos de fotógrafos que fizeram uma cobertura independente, isenta e mais abrangente, com um olhar muito mais próximo da realidade. Trata-se de uma percepção diferente da que foi apresentada pela grande imprensa”, disse.  Miranda pretende, sempre que possível, reapresentar essa exposição para que esse crime ambiental nunca caia no esquecimento.Serviço:
Exposição Coletiva – “De Regência a Mariana”
Abertura:
 5 de novembro, a partir das 18h
Visitação: de 6 a 16 de novembro de 2018, das 10h às 18h
Local: Mosaico Fotogaleria – Rua Aristóbulo Barbosa Leão, 500, loja 18, Mata da Praia, Vitória, ES